SEO ou Search Engine Optimization.

SEO Search Engine Optimization

É o processo que usamos para melhorar a visibilidade de um site... Mais informações »

Dicas Para Blog

Dicas Para Blog

Aqui você encotra tudo sobre personalização de blog... Mais informações »

Ganhado Dinheiro

Ganhado Dinheiro

Diversas formas de ganhar dinheiro com seu site ou blog... Mais informações »

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui

Banner aleatório fica exposto de forma dinâmica, intercalando a divulgação com outro anunciante do site... Saiba Como »

Envie sua sugestão

Envie sua sugestão

Deixe sua sugestão para que possamos melhorar ainda mais a qualidade do nosso serviço... Envie sua sugestão »

Pentium I

    
O primeiro Pentium veio ao mercado em 1993 para aposentar seu antecessor, o 80486, recebeu o codinome de "P5", tecnologia de 800 nm (nanômetros). 
Com a chegada desse processador houve uma grande mudança na parte de hardware e software, ele é a quinta geração de processadores de 32 bits criada pela Intel. Trabalhava com frequência interna e externa de 60 MHz ou 66 MHz, tensão do núcleo (VCore) em 5 VDC, e instalada no socket 4. Ele possui 64 bits de barramento de dados (o dobro de um 80486), que na verdade são dois processadores 80486 com um algoritmo de processamento em paralelo (arquitetura superescalar). Possui 3.1 milhões de transistores, 3 vezes a mais que o 80486, cache L1 de 16KB (8KB para instruções e 8KB para dados). Na época, começava a preocupação com o fator do superaquecimento do processador, a partir daí era obrigatório o uso do cooler para dissipar o calor do processador.




Pentium 60 MHz, socket 4

P54 e P54C
No final de 1993, a Intel lançou o Pentium de 600 nm com codinome de “P54”, sucessor do P5. Este novo processador veio com versões de 75 MHz (final de 1993), 90 MHz e 100 MHz (ambos em 1994), 120 MHz (um ano depois, em 1995), todos para o socket 5. No primeiro trimestre de 1995 foi lançado o “P54C”, um Pentium de 350 nm nas versões de 120 MHz, 133 MHz, 150 MHz, 166 MHz e 200 MHz, inicialmente para o socket 5 e finalizado para socket 7, com VCore em 3,3 VDC no encapsulamento CPGA.


Pentium 75 MHz, socket 7, CPGA

P24T
Em 1995, foi lançado o P24T, conhecido comercialmente como "Pentium Overdrive". Nesta versão, era possível instalar este processador em placas-mãe para 80486, instalado no socket 2 ou socket 3. Os primeiros vieram na versão de 63 MHz (FSB de 25 MHz) e 83 MHz (FSB de 33 MHz) com multiplicador em 2,5 vezes, barramento de dados em 32 bits. Mais tarde foram lançados modelos com 120 MHz (FSB de 60 MHz) e 133 MHz (FSB de 66 MHz), ambos com multiplicador em 2 vezes instalado no socket 4, barramento de 64 bits. Finalmente, um modelo de 125 MHz (FSB de 50 MHz), 150 MHz (FSB de 60 MHz) e 166 MHz (FSB de 66 MHz), todos com multiplicador de 2,5 vezes, barramento de 64 bits no socket 5 e socket 7. O Pentium Overdrive vinha com um dissipador térmico em algumas versões e outros com cooler embutido, mas todos com tecnlogia de 600 nm e VCore de 3,3 VDC.


Pentium Overdrive com um cooler embutido

P55C
Em 1996 foi lançado o P55C, comercialmente conhecido como Pentium MMX. Apesar de ter a mesma tecnologia de 350 nm e ser instalado no mesmo socket 7 de seu antecessor, ele diferencia por ter um encapsulamento PPGA, tensão do núcleo menor (VCore de 2,8 VDC), cache L1 de 32 KB e possui um adicional de 57 instruções multimidia (MMX - Multi Media Extension) além das 187 instruções de arquitetura x86. Tais novas instruções beneficiam os softwares que utilizam tal tecnologia, assim ganhando mais desempenho. Em 1997 foi lançado a versão MMX para notebooks, codinome Tillamook, com 200 MHz e 233 MHz. Em 1998 saiu com 266 MHz e em 1999 saiu com 300 MHz.

Pentium MMX 166 MHz, socket 7, PPGA

Pentium PRO
Em 1995 foi lançado o "P6", conhecido comercialmente como Pentium PRO. Este processador é destinado para o mercado de computadores de alto desempenho, como servidores e estações de trabalho. É o primeiro processador a possuir o núcleo de arquitetura RISC e possuir um cache L2 integrado (em um die separado). Compatível com o socket 8, ele tem VCore de 3,3 VDC, tecnologia de 600 nm na versão de 150 MHz e 350 nm nas versões 166 MHz, 180 MHz e 200 MHz. Para as versões de 200 MHz, saíram 3 modelos com cache L2 diferente: 256 KB, 512 KB e 1 MB. Ele não possuí instruções MMX.

          Pentium PRO 200 MHz, 1 MB de cache, socket 8, CPGA

1 comentários:

Lucas dartagmam disse...

(Risos) tem uma musica sobre o Pentium rsrs vejam só kkkkkk's.

Pentium 1 J Club
Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

Levo quase uma hora lendo e-mail
Mas sério memso, eu excluio e nem leio!

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

Toda hora fica travando
Acho que o antivirus não tá funcionando

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

A internet recheada de pop-up
Palavras esquisitas, aperte a tecla SAP

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

Mensagem chata, contendo só corrente
E o virus contamina o sistema da gente

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

A impressora não imprime e o scanner não scaneia
Hacker é a coisa que mais chateia

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

Caixa de som não emite nenhum recado
Acho que o microfone deve estar quebrado

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

A webcam não aceita nem filmar
O drive de CD não faz o próprio rodar!

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda

Disquete não entra nem a pau
A memória cheia não é legal!

Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda
Mas que conexão lerda
Não aguento mais essa merda


http://www.vagalume.com.br/j-club/pentium-1.html#ixzz1zlL0kQ9Z

Quer Ajudar?

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...