SEO ou Search Engine Optimization.

SEO Search Engine Optimization

É o processo que usamos para melhorar a visibilidade de um site... Mais informações »

Dicas Para Blog

Dicas Para Blog

Aqui você encotra tudo sobre personalização de blog... Mais informações »

Ganhado Dinheiro

Ganhado Dinheiro

Diversas formas de ganhar dinheiro com seu site ou blog... Mais informações »

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui

Banner aleatório fica exposto de forma dinâmica, intercalando a divulgação com outro anunciante do site... Saiba Como »

Envie sua sugestão

Envie sua sugestão

Deixe sua sugestão para que possamos melhorar ainda mais a qualidade do nosso serviço... Envie sua sugestão »

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C

A linguagem C foi criada por Dennis Ritchie, em 1972, no centro de Pesquisas da Bell Laboratories. Sua primeira utilização importante foi a reescrita do Sistema Operacional UNIX, que até então era escrito em assembly. Em meados de 1970 o UNIX saiu do laboratório para ser liberado para as universidades. Foi o suficiente para que o sucesso da linguagem  atingisse proporções tais que, por volta de 1980, já existiam várias versões de compiladores C oferecidas por várias empresas,
não sendo mais restritas apenas ao ambiente UNIX, porém compatíveis com vários outros sistemas operacionais. O C é uma linguagem de propósito geral, sendo adequada à programação estruturada. No entanto é mais utilizada escrever compiladores, analisadores léxicos, bancos de dados, editores de texto, etc..

A linguagem C pertence a uma família de linguagens  cujas características são: portabilidade, modularidade, compilação separada, recursos de baixo nível, geração de código eficiente, confiabilidade, regularidade, simplicidade e facilidade de uso.

Visão geral de um programa C

A geração do programa executável a partir do programa fonte obedece a uma seqüência de operações antes de tornar-se um executável. Depois de escrever o módulo fonte em um editor de textos, o programador aciona o compilador que no UNIX é chamado pelo comando cc. Essa ação desencadeia uma seqüência de etapas, cada qual traduzindo a codificação do usuário para uma forma de linguagem de nível
inferior, que termina com o executável criado pelo lincador. Editor (módulo fonte em C)

Pré-processador (novo fonte expandido)

Compilador (arquivo objeto)

Lincador (executável)


2. Sintaxe
A sintaxe são regras detalhadas para cada construção válida na linguagem C.
Estas regras estão relacionadas com os  tipos, as  declarações, as  funções e as
expressões.
Os tipos definem as propriedades dos dados manipulados em um programa.
As declarações expressam as partes do programa, podendo dar significado a
um identificador, alocar memória, definir conteúdo inicial, definir funções.
As funções especificam as ações que um programa executa quando roda.
A determinação e alteração de valores, e a chamada de funções de I/O são
definidas nas expressões.
As funções são as entidades operacionais básicas dos programas em C, que
por sua vez são a união de uma ou mais funções executando cada qual o seu trabalho.
Há funções básicas que estão definidas na biblioteca C. As funções printf() e scanf()
por exemplo, permitem respectivamente escrever na tela e ler os dados a partir do
teclado. O programador também pode definir novas funções em seus programas, como
rotinas para cálculos, impressão, etc.
Todo programa C inicia sua execução chamando a função  main(), sendo
obrigatória a sua declaração no programa principal.
Comentários no programa são colocados entre /* e */ não sendo considerados
na compilação.
Cada instrução encerra com ; (ponto e vírgula) que faz parte do comando.
Ex:
main()     /* função obrigatória */
{
printf("oi");
     }



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...