SEO ou Search Engine Optimization.

SEO Search Engine Optimization

É o processo que usamos para melhorar a visibilidade de um site... Mais informações »

Dicas Para Blog

Dicas Para Blog

Aqui você encotra tudo sobre personalização de blog... Mais informações »

Ganhado Dinheiro

Ganhado Dinheiro

Diversas formas de ganhar dinheiro com seu site ou blog... Mais informações »

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui

Banner aleatório fica exposto de forma dinâmica, intercalando a divulgação com outro anunciante do site... Saiba Como »

Envie sua sugestão

Envie sua sugestão

Deixe sua sugestão para que possamos melhorar ainda mais a qualidade do nosso serviço... Envie sua sugestão »

Tutorial - Segurança Wifi

Como vimos na internet e TV no Wifi, temos que ficar de olho em como está sendo usada nossa rede wireless, e além de seguir as indicações do artigo para verificação de penetras na sua rede, você também deve atentar como está o nível de segurança nos diferentes componentes da sua rede.
O primeiro passo, é ver se você está utilizando a conexão wifi que é mais segura, que é o padrão WPA2.

No surgimento das redes WIFI, o padrão de segurança então na época era o padrão WEP (Wired Equivalent Privacy) que é o padrão mais difundido, onde praticamente TODOS os equipamentos possuem compatibilidade, é o mais simples de se usar, porém, também é o padrão mais INSEGURO, pois não suporta autenticação e criptografia segura, uma vez que seu objetivo era somente proteger os dados de escutas passivas. O algoritmo de segurança baseia-se em uma chave compartilhada entre o ponto de acesso e os clientes da rede. Atualmente este padrão não é mais recomendado.

Desenvolveram então o padrão WPA (Wi-Fi Protected Access) tanto para Pessoas (WPA-Personal) como para Empresas (WPA-Enterprise). Este padrão de segurança já foi um grande avanço com relação ao WEP, pois utiliza criptografia de dados além de impedir o acesso não autorizado à rede mediante o usao de uma chave pré-compartilhada (PSK - no caso pessoal), ou verificando os usuários mediante um servidor de autenticação (TKIP).

Por fim, foi desenvolvido o padrão WPA-2 (Pessoal e Enterprise), que vem a ser o mais seguro atualmente porém ainda são encontrados alguns equipamentos no mercado que não o suportam (principalmente equipamentos com tecnologia mais antiga). Ele é um aprimoramento do padrão WPA anterior e utiliza o algoritmo de criptografia denominado AES (Advanced Encription Standard, ou Padrão Avançado de Criptografia) junto com o TKIP com chave de 256 bits.

Deste modo, sempre que possível, opte pelo padrão WPA-2 como protocolo de segurança nos seus equipamentos WIFI!

Assim sendo, verifique no seu roteador/ponto de acesso, qual é o tipo de segurança utilizado. Normalmente você encontra esta informação na parte de WIRELESS da configuração do roteador (veja 2 exemplos abaixo em roteadores de 2 marcas diferentes - SMC e TPLINK):


Bom, estando o roteador configurado para WPA2, você também tem que estar com o mesmo nível de segurança no seu adaptador wireless do equipamento cliente.

Basta entrarmos no centro de Rede e Partilha e depois selecionarmos a ligação de rede sem fios:


Na janela que irá aparecer, vamos clicar nas propriedades de Sem Fios da rede que está sendo utilizada:


E na aba de SEGURANÇA poderemos ver que o nível de segurança é o correto!


Infelizmente alguns equipamentos antigos (roteadores, notebooks, etc), não possuem o nível de segurança WPA2, então pelo menos utilize a WPA (realize os mesmos procedimentos selecionando o WPA). O nivel WEP é muito inseguro, e se infelizmente só houver esta opção, é altamente aconselhável mudar de equipamento.

É sempre bom lembrar que segurança em informática não é só hardware e software, é uma "POSTURA" do usuário da rede e do administrador da rede. Não adianta nada instalar/usar equipamentos com segurança, se por exemplo a senha utilizada é 1234 ou coisa do gênero (e acreditem... isso existe E MUITO)!

0 comentários:

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...